Your address will show here +12 34 56 78
Para que toda empresa tenha sucesso, o fundamental é ingressar o cliente como peça chave dentro do seu empreendimento. Para suprir essa necessidade, os profissionais de marketing buscam constantemente as melhores técnicas de marketing digital para atrair clientes.
Não existe uma receita de bolo para você ler e aplicar no seu negócio. Como tudo no marketing, devemos conhecer o nosso público, testar e medir para ver qual estratégia é a mais eficaz para o seu tipo de negócio.

Como sabemos, o cliente realiza constantes pesquisas no Google sobre algum problema que está enfrentando ou até mesmo um produto que está interessado. Estar em primeiro nos resultados ajuda, e muito, na tarefa de atrair mais clientes.
Para facilitar, existe ferramentas (como Google Trends ou Google AdWords) que possam auxiliar em quais palavras-chaves o seu público-alvo pesquisa, para que possa trabalhar nessas palavras (inserindo em títulos, meta description, links externos, etc) e adquirir o máximo de acessos para o seu site ou blog corporativo.

Muitas empresas que querem se posicionar de forma digital já estão com um blog corporativo como uma técnica de marketing digital para atrair clientes. Totalmente alinhado com a estratégia de SEO, um blog deve gerar conteúdo de acordo com a jornada de compra do consumidor e com as pesquisas que ele faz no Google (como mencionado anteriormente).
Esse blog pode conter diversos tipos de conteúdos que serão utilizados para atração de mais clientes para a sua empresa, como pode exemplo: Entrevistas, Estudos de Caso, Cases de Sucesso, entre outros.

As pessoas tendem a usar mais áudios e vídeos para estudarem algum conteúdo que interessam, e de acordo com as pesquisas realizadas (como por exemplo a Sambatech), cerca de 80% do tráfego de internet no mundo será em vídeos.
Você pode aplicar essa ideia no seu blog corporativo, contendo conteúdos em vídeos curtos, facilitando a sua comunicação com o seu cliente ou público-alvo.
Como dica, aconselhamos realizar vídeos curtos, transmitindo ideias claras e conteúdos alinhados com o título e personalidade da empresa.

Agora que já possui algum conhecimento sobre como aplicar as técnicas mencionadas acima, é importante obter algum feedback dos seus clientes para verificar se as técnicas surgiram efeito ou não. Como dica, aconselhamos ter algum formulário ou landing page para converter todo esse tráfego que você está gerando em visitas e clientes.
0

Marketing de conteúdo, Marketing Digital

Escolher qual rede social a sua empresa deve investir é sempre uma questão difícil, já que depende muito do segmento da sua empresa, pois cada rede social utiliza um diferencial entre as demais. Iremos mostrar alguns segmentos, e que pode ser aplicado também para o seu investimento.

Mercado Gastrônomico
Esse segmento pode aproveitar as funcionalidades de diversas redes sociais, tendo como especial o Instagram. A comunidade consegue trocar informações sobre produtos, obter recomendações e tirar dúvidas.
O Pinterest também é uma boa opção, afinal, a gastronomia é um dos temas que mais fazem sucesso na rede. Se for pensar em receitas especiais, é interessante utilizar o Youtube para engajar o público.

Imóveis
Duas redes sociais ganham importância para esse tipo de segmento: Facebook e Instagram. No Facebook é possível publicar conteúdos sobre o mercado e curiosidades. É interessante utilizar esse canal para passar informações e criar ligações com o público-alvo.
Já no Instagram, o apelo visual ajuda a demonstrar os imóveis. Tire fotos de alta qualidade, mostre diferenciais dos seus empreendimentos.
Caso queira um diferencial, seria interessante um tour pelo imóvel, publicando-os no Youtube. Já pensou?

Sendo assim, é interessante utilizar a base do seu negócio, e verificar qual programa é mais vantajoso para você e sua empresa.

0

SEO
Antes de iniciarmos a ideia de como otimizar o negócio local, devemos saber o princípio dele.
 
O que é o SEO local?
Pensando em novas tendências comportamentais do consumidor, foi preciso criar algumas técnicas para dar maior visibilidade aos empreendimentos que atendem, em grande maioria, a um público regional.

A estratégia do SEO Local tem o conceito de oferecer o melhor posicionamento na ferramenta de busca e esses empreendimentos que fazem atendimento diretamente com  o cliente.

Pesquisas como “Lanchonete perto de mim”, por exemplo, têm se tornado cada vez mais comuns. Sendo assim, o SEO Local terá a responsabilidade de incluir seu negócio na plataforma, oferecendo informações de qualidade que são viáveis para o público da região.


Resenhas e notas podem ajudar

De acordo com a pesquisa de consumo local da Bright Local (lançada em 2014), mostrou que 88% dos consumidores confiam nas resenhas tanto quanto nas recomendações pessoais. Além disso, 39% deles afirmaram ler as avaliações regularmente.

Isso mostra que é importante investir em um espaço para que os clientes possam deixar sua avaliação, de forma que fique visível para possíveis clientes e fornecedores.

Uma estratégia interessante é se mostrar aberto às críticas e sugestões. Responda todas as avaliações, ou pelo menos a grande maioria, que foram deixadas em seu negócio, agradecendo aos elogios e propondo maneiras de melhorar os pontos que foram criticados.

É interessante manter uma alta taxa de responsividade, ou seja, quanto mais rápido for o feedback do seu negócio, maior a taxa de responsividade, o que gera um aumento na sua confiabilidade.


Site bem otimizado para várias plataformas

Segundo o levantamento sobre o comportamento dos consumidores feito pelo Google com o Ipsos MediaCT, certa de 88% dos clientes fazem buscas locais a partir de seus smartphones, enquanto 8% usam computadores ou tablets.

A porcentagem também pode varia de acordo com o lugar onde eles estão: em casa, 76% prefere os computadores e tablets, enquanto no transporte a caminho da faculdade ou trabalho, por exemplo, apenas 16% têm a possibilidade de usá-los. Quando se trata do uso dos celulares, 53% o utilizam em casa e 51% no trajeto.

Por conta disso, o site deve estar otimizado para ambas as plataformas de pesquisa. A importância de uma página bem construída para computadores já é bem conhecida entre os empreendedores, porém é necessário ressaltar que a sua versão mobile deve ser tão competente quanto.


O Google Meu Negócio como principal ferramenta

Principalmente quando se trata de empreendedores que nunca trabalharam com o marketing do meio digital, entender como é possível aparecer como uma empresa nas ferramentas de busca é uma das maiores dúvidas. O Google Meu Negócio é a principal maneira de se cadastrar e, além disso, é gratuita.

O ingresso é bastante simples, de forma que basta acessar o site da ferramenta e fazer o cadastro com o  GMail que você quer associar. É preciso fornecer dados como nome da empresa, endereço, telefone e site.

Além disso, deverão ser preenchidas algumas informações extras para deixar o negócio ainda mais visível. A opção selecionada na categoria de tipo de empresa deve ser a mais próxima à realidade possível.

O cadastro no Google Meu Negócio ainda permitirá a participação nas ferramentas de mapa. Assim, quando o consumidor fizer a pesquisa de uma palavra-chave relacionada à empresa, aparecerão as melhores opções que estejam ao seu redor.
0

Marketing de conteúdo, SEO
Antes de mais nada, devemos conhecer um pouco sobre Links Internos.

Links Internos são links considerados no próprio domínio, ou seja, links para outras páginas sendo do mesmo domínio.

Sendo assim, Link Interno é uma importante ferramenta na sua estratégia de SEO. Eles auxiliam não só no desempenho do seu blog, como também na experiência do usuário.

O Google leva bastante a sério quando o assunto é Link Interno, e é essencial ter links internos no seu site, pois o Google irá vasculhar o seu site, lendo o seu conteúdo para que o seu site apareça em alguma busca feita por possíveis clientes. Então, quanto mais tiver links internos, melhor.

Sendo assim, iremos trazer 3 estratégias que pode utilizar no seu site.

1 – Capriche no texto âncora

O algoritmo do Google está cada vez mais inteligente na hora de ler e indexar as páginas, o que faz com que a análise de palavras-chave e links internos seja muito criteriosa.

Por isso, é muito melhor incluir um link de forma contextual e didática do que usando expressões como “clique aqui”.

2 – Equilibre a distribuição de links em cada página

A versão resumida dessa tática é: vale mais a pena linkar para um bom conteúdo do que para 10 páginas que não têm nada a ver com o assunto de que você está falando.

Em geral, você pode colocar vários links na mesma página, e até deve fazer isso. Mas uma página com 100 links, por exemplo, diz para o Google que o seu critério de recomendação talvez não seja tão confiável.

Outra forma de equilibrar a distribuição de links internos é lembrar-se de linkar para os artigos mais recentes, e não focar só nos conteúdos e páginas principais. Assim, seus novos conteúdos também serão impulsionados.

3 – Use suas páginas mais relevantes para impulsionar um conteúdo muito importante

Já pincelamos essa dica um pouco antes nesse artigo, mas vale listá-la aqui também. Algumas páginas merecem mais destaque do que outras, principalmente as que trarão retorno financeiro maior.

Por isso, sempre que for apropriado, coloque links internos de forma natural apontando para páginas que farão o usuário avançar na jornada de compra.

Aumentar os links internos para landing pages com materiais ricos, eventos e pedidos de consultoria e orçamentos pode transformar seus resultados.

0

Desenvolvimento, SEO

O Google recentemente modificou alguns dos seus algoritmos, que você como empreendedor e desenvolvedor, irá se interessar.

Quais aspectos que foram modificados?

John Mueller, um dos principais responsáveis pelo desenvolvimento de algoritmos do Google, compartilhou que a mudança foi aplicada a partir de Junho/18, referente ao aspecto velocidade no carregamento do site.
Desde 2010, o Google realizou uma alteração, colocando um ranking de sites que apresentassem melhor velocidade de carregamento. No entanto, naquele momento, esse ranking era criado a partir de modelos desktop, desconsiderando sites responsivos (mobile).
E com essa atualização, o Google realiza a leitura e classifica páginas pela versão mobile. Ou seja, em resumo, o algoritmo foca principalmente na velocidade de carregamento de páginas na versão mobile.

A importância de sites responsivos

Considerando a situação mencionada acima, é essencial focar no quanto a sua página está trabalhando em ambientes mobiles, para que não acabe ficando em ranqueamento abaixo do esperado.
Para verificar a sua velocidade no carregamento de páginas de acordo com o novo algoritmo, a Google desenvolveu uma ferramenta PageSpeed Insights, que auxiliará no quanto você pode melhorar na sua página.

Sendo assim, considere uma manutenção no site e tente melhorar cada vez mais o seu desempenho (de acordo com o algoritmo), para que não fique para trás entre os seus concorrentes.

0

WhatsApp chat